Como-evitar-falha-prematura-dos-componentes-de-motores-diesel-1

Como evitar falha prematura dos componentes de motores diesel

Reconhecidos pela grande potência, economia de combustível e robustez, os motores a diesel contam com componentes que precisam de atenção e cuidado para manter a performance diferenciada. Devido à complexidade do sistema, que atua com altas pressões e temperaturas, problemas sempre podem acontecer – os sinais são muitos, como excesso de fumaça, funcionamento irregular do motor, ruídos, perda de potência, dificuldade de funcionamento.

E ainda existem falhas prematuras que podem ser evitadas nos principais componentes. Na maioria dos casos, esses danos aparecem devido à falta de manutenção preventiva e revisões, ou até direção imprópria pelos motoristas. 

Ainda é possível driblar eventuais danos através da contabilização do tempo de vida útil de cada uma das peças dos motores a diesel, que varia ao longo dos anos. Para isso, realize sempre diagnósticos e testes em oficinas mecânicas de confiança, certificadas pelos principais fabricantes de peças e com profissionais especializados.

Os componentes de motores diesel e suas possíveis falhas

Para evitar falha prematura de componentes, é importante estar atento aos sinais de alerta que cada peça do motor a diesel dá caso esteja comprometido. Entre os problemas mais comuns, estão:

  • Problemas de partida do veículo
  • Combustível contaminado
  • Falhas no sistema de turbo ou compressor de ar
  • Danos na injeção eletrônica
  • Lubrificação dos motores inadequada
  • Falta de potência do motor
  • Problemas de combustão
  • Falhas na bateria e alternador

Diferentemente dos motores a gasolina ou álcool, os componentes a diesel atuam com uma alta taxa de compressão para gerar calor e combustão suficiente para mover o veículo. Para ser acionado, o motor precisa atingir uma temperatura específica e, por isso, podem ocorrer falhas que dificultam o funcionamento.

Entre eles, estão problemas elétricos causados pela má condição da bateria, defeitos nos componentes do motor de partida, além das velas de incandescência desgastadas. Já em dias frios é comum que o veículo demore mais para ser acionado, uma vez que o calor interno ideal para a combustão demanda tempo maior para ser atingido.

Outra forma de evitar falha prematura de componentes é estar atento à lubrificação de todo o sistema. Como eles alcançam temperaturas superiores a 700ºC, o óleo aparece como item essencial para que peças não queimem. Caso ele não seja trocado com regularidade, resíduos podem ser formados, o que leva ao entupimento de materiais. Já no caso em que o veículo ficou muito tempo parado, o óleo lubrificante cria bolhas de água que interferem no seu desempenho.

Filtros de combustível sujos, lubrificação excessiva, ligação de aceleração solta ou danos nos injetores também podem provocar dor de cabeça aos proprietários de veículos. Quando esses problemas aparecem, o motor perde potência, e para evitar falha prematura de componentes, é preciso corrigir rapidamente esses pequenos defeitos.

O combustível adulterado é mais uma fonte de problema. Pelo diesel ser mais viscoso que os outros, ele pode ser facilmente contaminado com água, fuligem e glicol. Caso eles penetrem no sistema, leva a um desgaste maior do motor. A única forma de garantir que nenhuma falha afete o veículo é sempre abastecer em locais de confiança.

Turbocompressores e sistema de injeção

A evolução tecnológica tornou os sistemas mecânicos para vez mais complexos. E um dos itens que passou por muitas inovações nos últimos anos foi o sistema de injeção, responsável por controlar a combustão, o consumo de combustível e até garantir o equilíbrio de todo o motor. O excesso de resíduos prejudica esse funcionamento, levando a uma pressão menor ou maior que a ideal. 

Como consequência, o motor pode engasgar, perder força ou até não dar partida. E só uma limpeza correta do componente e testes que verifiquem a funcionalidade eliminam eventuais falhas. Para isso, é preciso de equipamentos específicos durante os diagnósticos.

Assim como o sistema de injeção, os turbocompressores são cada vez mais sofisticados. Eles são compostos por uma turbina e um compressor, que aumentam a potência e torque do motor sem necessariamente utilizar mais combustível. E mais uma vez, o óleo lubrificante aparece como elemento crucial: ajuda a conservar a peça. Ainda deve ser alvo da atenção dos proprietários a situação do sistema de filtragem.

Importância da revisão dos motores diesel

Até parecem simples de serem resolvidos, mas problemas como entupimento de componentes de motores diesel, óleo lubrificante vencido ou filtros comprometidos por resíduos podem provocar grandes estragos no motor. E só com a revisão periódica para evitar falha prematura de componentes como essas.

Para realizar esses procedimentos, os fabricantes recomendam buscar oficinas mecânicas credenciadas, com equipamentos de última geração para realizar diagnósticos precisos e ainda equipe especializada. E caso o dano não tenha sido evitado pela adoção de boas práticas, a remanufatura do equipamento é uma alternativa para reduzir os gastos com o conserto e preservar o meio ambiente – o descarte de materiais é menor, já que os itens com desgastes são substituídos e ou recuperados.

As empresas ainda devem treinar sempre seus funcionários, para que identifiquem rapidamente eventuais falhas durante a direção dos veículos, o que vai evitar falha prematura de componentes. Só com bons cuidados e manutenção constante os prejuízos são evitados.

Vai precisar reformar algum componente do motor diesel? Conheça também outras vantagens da remanufatura realizada pela Turbo Brasil nesse blogpost.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email